Pesquise Aquí

Pesquisa personalizada

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Que Tipo de Pais Vocês São?

0 comentários
Todo mundo tenta acertar e ser os melhores pais do mundo. Será que você se identifica com algum destes exemplos abaixo?
Os Pais Superligados.


Perfil: São pais absolutamente participativos, que parecem ter saído do comercial de margarina. Fazem tudo para estar presentes e envolvidos na vida dos filhos. Acordam uma hora antes para preparar o café da manhã e levá-los a escola, fazem um esforço danado para almoçar em casa, sabem tudo sobre vídeo games, conhecem os amigos dos filhos e nos finais de semana, dedicam-se integralmente a família. São muito carinhosos e tem almas de negociadores diplomáticos, pois sabem impor o seu ponto de vista adulto e estabelecer regras, mas ouvem e se interessam pelas opiniões e idéias de seus filhos e por todos os aspectos de sua vida.
A Frase: "Família que faz junto, permanece unida".
É Bom porque...Os filhos se sentem importantes na vida dos pais e tem a segurança de ser amados.
Pode ficar chato se...Os pais não ficarem atentos para manter seus espaços, seus programas. Eles não podem esquecer que formam um casal e devem, por exemplo, tirar um final de semana para namorar. Crianças também precisam de referências do mundo adulto.

Os Pais Permissivos


Perfil: Eles tem o desejo impossível de que os filhos não sofram com uma educação muito rígida. Acreditam que eles devem ter tudo que os pais não tiveram na vida e assim serão pessoas melhores. Procuram fazer todas as vontades das crianças e enchem a casa de presentes. Não gostam de impor limites - preferem que os filhos criem as regras para que eles expressem seus desejos e suas emoções.
A Frase: " Ah, deixe, eles são apenas crianças".
É bom porque...As crianças realmente não correm o risco de ser reprimidas por uma educação rígida e terão espaço para criar e palpitar no que quiserem - da decoração da casa ao lazer da família no final de semana.
Pode ficar chato se...Os pais exagerarem. As crianças poderão ter problemas para lidar com frustrações. Limites dão segurança e confiança a todos e servem para ensinar a vida social, para civilizar. Crianças precisam e até gostam de regras.

Os Pais Super - protetores


Perfil: Acham que os filhos são vasos de cristal e não querem que nada de ruim lhes aconteçam, nem mesmo serem rejeitados pelo namoradinho de seis anos de idade. Protegem a criança de tudo e de todos. Se o amigo de quatro anos o chamou de bobo na hora do recreio, dirigem-se indignados até a escola para tomar satisfações com a diretora e mandam chamar os pais do garoto. Não deixarão o filho atravessar a rua até os 14 anos e darão mesada até que ele tenha se estabelecido na vida, lá pelos 28 anos...
A frase: "O mundo lá fora é muito perigoso".
É bom porque...Os filhos se sentirão amados e cuidados por toda a vida. Crescem sabendo que podem contar com os pais para tudo.
Pode ficar chato se...Com essa proteção eles não aprenderem a se defender sozinhos. Infelizmente os pais não estarão juntos em todos os momentos difíceis.

Os Pais Workaholics


Perfil: Trabalham 24 horas por dia, pois até quando estão dormindo sonham com os afazeres e tem idéias para o dia seguinte. Dificilmente conseguem se concentrar no filho e no seu desenvolvimento mais do que 15 minutos por dia. Esses tipos geralmente tem um extenuante trabalho fora de casa quando os filhos ainda estão dormindo e voltam quando eles já estão na cama novamente. E passam o final de semana descansando
para se recuperar de tanto trabalho.Mesmo as mulheres que não trabalham fora e passam o dia limpando a casa se encaixam nesse perfil. Para alguns desses pais, ficar com os filhos é quase uma obrigação. Preferem se cercar de babás ou deixar as crianças o dia todo na escola.
A frase:"Não posso agora filho. Estou ocupado".
É bom porque...Provavelmente as crianças terão todas as oportunidades que uma boa condição financeira permite, como escolas bacanas, viagens e cursos. Se bem aproveitados, são fatores que ajudarão no seu desenvolvimento.
Pode ficar chato se...Os pais ficarem muito ausentes, seja por causa do trabalho, seja por preguiça. Os filhos vão acabar se sentindo pouco amados e pouco importantes.

Os pais do tipo Comandante


Perfil: Para eles, a casa é um quartel general, onde ocupam cargos de comando. Gostam de ditar mormas. Esses pais tem regras rígidas e absolutas para tudo, desde a forma de dobrar as meias e pentear os cabelos até o método de estudar. Ficam confusos e frustrados quando os filhos não seguem as ordens. Gostam de crianças e são carinhosos, mas sempre de forma econômica. Para eles, elogios demais atrapalham a educação. Inconscientemente, orgulham-se de as crianças terem um pouco de medo deles, pois acham que essa é a melhor forma de conseguir o respeito delas.
A frase: "Eu sou seu(sua) pai(mãe) e você vai fazer isso porque eu quero".
É bom porque...Os filhos terão uma rotina. Isso pode parecer entediante para os adultos, mas as crianças gosta, e se sentem seguras com um cotidiano conhecido.
Pode ficar chato se...A autoridade não for bem dosada. Filhos de pais muito rígidos podem crescer com problemas de alta estima, ansiedade e ser muito reprimidas com tantas regras.

Os Pais Cucas Frescas.


Perfil: Esses pais acham que os filhos se criam naturalmente. Em geral, são de uma família grande em que as crianças cuidavam umas das outras. Não se alteram com choros e estão sempre de bom humor. Acham graça em tudo - até do que não devem. Esquecem dos horários das refeições, que acabam tendo macarrão todos os dias, com variações sobre o mesmo tema - com molho, sem molho...
A frase:"Ah, deixa. Se ele ficar com fome ele chora..."
É bom porque...As crianças provavelmente nunca saberão o que é estresse e terão uma vida calminha, calminha...
Pode ficar chato se...A tranquilidade beirar a negligência. Crianças precisam, sim, de regras para se sentirem amadas.

Os pais dependentes.


Perfil: Eles são emocionalmente carentes. Morrem de medo de serem abandonados e as crianças não gostarem mais deles. Terem um filho é a glória, pois acabam tratando-o como sua propriedade e seu objetivo exclusivo de satisfação. Ninguém, mas ninguém mesmo, sabe melhor do que eles o que deve ser feito. Priorizam a criança sobre tudo e até esquecem das próprias tarefas.
Quando o filho começa a ter amiguinhos, eles revelam acessos de ciúme.
A frase:"Você não gosta mais da mamãe e do papai e prefere ficar com seu colega. Você me deixa triste".
É bom porque...Os filhos nunca vão duvidar do amor dos pais. Durante toda vida saberão o quanto são importantes e isso ajudará bastante na formação de uma boa autoestima.
Pode ficar chato se...A dependência dos pais atrapalhar o desenvolvimento social dos filhos. Chantagens emocionais geramculpas que são levadas para o resto da vida.


Fonte: Revista Crescer

domingo, 25 de setembro de 2011

A Importância da amamentação para o desenvolvimento da fala.

0 comentários

Ultimamente, tem se observado campanhas enfatizando a importância do aleitamento natural, por ser o leite materno considerado o melhor alimento do ponto de vista nutricional, dando ao bebê proteção imunológica contra doenças infecciosas e alérgicas. A maior importância, ainda, é o prazer que o ato de sugar traz ao bebê, proporcionando segurança, consolo e calor, contribuindo para o seu desenvolvimento emocional e afetivo.
Além desses aspectos, a amamentação, mastigação e respiração provocarão estímulos para o crescimento da face.
No recém nascido, a mandíbula está retraída em relação à maxila e a língua encontra-se alargada. Os movimentos durante a sucção do seio provocarão impulsos de crescimento ósseo mandibular. Este crescimento irá favorecer um correto posicionamento das gengivas para a erupção dos dentes. É este processo gradativo que vai proporcionar o vedamento labial e uma postura adequada da língua.
Toda essa dinâmica representa estímulos funcionais para um desenvolvimento harmonioso da musculatura facial (responsável pela fala).
A alimentação através da mamadeira não propicia toda essa dinâmica.
Tudo ocorre de maneira diferente porque todo aquele ciclo coordenado de movimentos que acontece na amamentação natural é realizado de maneira muito mais simples. Não há necessidade de um esforço com movimentos coordenados de lábios, língua, bochechas e mandíbula para obtenção do alimento.
A criança que não mama no peito não terá suas necessidades de sucção satisfeitas, levando muitas vezes aos hábitos viciosos como sugar dedo(s) ou chupeta.
Hábitos esses que, se prolongarem por muito tempo, trazem danos na área fono articulatória. A língua fica posicionada entre os dentes, deformando a arcada dentária, alterando a produção dos fonemas, /S/,/Z/,/T/,/D/,/N/ e /L/ (que poderão ser emitidos com a língua para frente).
Portanto, a exercitação da sucção natural é um processo que influenciará positivamente na aquisição dos sons da fala.


Fonte: Kiyota, 2006.

Ache Aquí

Pesquisa personalizada
 

PARTO CESÁRIO OU (CESARIANA) Copyright © 2010 Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Emocutez